10 de jun de 2009

Foto: Leila Andrade







Teima o tempo em minhas mãos

De flores e terras esquecidas


Há sempre uma semente que cura

Basta entender


Escrito por Leila Andrade 12:00 PM

 
<BODY>