6 de jan de 2010

Foto: Leila Andrade





Algo indócil
no ar das pessoas incertas

Entram
não dizem nada
nem te olham

Deixam no ar
as sombras escurecidas

Eu tergiverso
mania de deixar a porta aberta

E o sol entrar

Escrito por Leila Andrade 11:00 AM

 
<BODY>