24 de nov de 2006




Tudo se move.
Eles à margem: beira de abismo.
Levem-me daqui. Longe.
Pensamento de cobra o meu:
era um grito na madrugada. Pesadelo.
Eles não existem. Eu acompanho.
Garganta seca. Preces vãs.

Vulgares dias.

Escrito por Leila Andrade 9:03 AM

 
<BODY>